Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

porViseu

Apontamentos e notas sobre a cidade de Viseu, Portugal.

porViseu

Apontamentos e notas sobre a cidade de Viseu, Portugal.

"Casinhas com Famílias alternativas. Alternativa aos lares de Idosos"

Mais um excelente e oportuno artigo da Jornalista Liliana Garcia, no Jornal do Centro de 24 de Fevereiro, edição nº206. A não perder.O tema do Artigo "Casinhas com famílias alternativas" relata uma experiência inovadora, ideia do pároco José António Almeida, que criou o projecto "Casinhas e Vivendas". O Pároco toma conta de casas de pessoas idosas já sem condições para viverem sozinhas, recupera-as e adapta-as às necessidades da idade dotando-as de aquecimento, rampas de circulação, etc. Como contrapartida os donos das casas permitem que nelas passem a habitar outros idosos. Os idosos ficam mais acompanhados, tem a garantia de serviços prestados por uma empregada diária do centro social, e podem distrair-se com outras actividades criadas no quintal das casinhas como galinheiros para galinhas e patos.Com a devida vénia, e os parabéns ao Jornal do Centro:CasinhasScan0002.gif"O autor da ideia""O pároco José António Almeida, natural de Torredeita (Viseu), dispensa a batina dos "moralismos". Acredita que cabe a um sacerdote a missão da acção social. E sente que um padre, nos dias de hoje, assume muitos papéis numa figura só. O pároco de S. João de Areias tanto conduz um Citröen C5 ("tenho hérnias discais, só posso conduzir Citroën"), como um tractor, ou um autocarro. E se for preciso, põe mãos na obra de construção civil ("Nas férias do seminário, gostava de ir para as obras"). E quem com ele convive sente-lhe a boa disposição. Ao encontrar uma residente da "Casinha José Rodrigues", o padre vestiu o papel de "casamenteiro": "Ainda tem a carninha dura, é pena estar sem ninguém, tenho que lhe arranjar um marido!"

CasinhasScan0001.gif
Recorde-se que em 2003 Liliana Garcia recebeu o Prémio Gazeta Revelação, pelo artigo “Prisioneiros da Serra Sobreviveram com Gelo e Laranjas”, publicado no “Jornal do Centro”, órgão que arrebatou o Prémio Gazeta de Imprensa Regional.

7 comentários

Comentar post