Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

porViseu

Apontamentos e notas sobre a cidade de Viseu, Portugal.

porViseu

Apontamentos e notas sobre a cidade de Viseu, Portugal.

VISEU ou VIZEU - ou VIJEU

BeiraAlta1.jpgBeiraAlta11.jpgEis a capa e o índice do primeiro Volume e Fascículo da revista Beira Alta, 1º Trimestre de 1942, tendo como Director o saudoso Dr. Alexandre de Lucena e Vale.Neste número encontra-se um interessante artigo do Professor Universitário Doutor Amorim Girão sobre a etimologia e grafia do nome da cidade, e as razões porque se escreve VISEU e não VIZEU. O artigo refere nomeadamente a grande polémica travada na Imprensa de 1921 através do "Notícias de Viseu" e do "Jornal da Beira", onde vários Mestres do tempo discutiram de forma muito viva, mas utilizando pseudónimos, as razões do S, defendendo outros o Z. E tal polémica foi azedando criando mesmo um clima de gande azedume que quase chegou às vias de facto.Eis que sobre o tema é publicado um poema de Hipólito de Vasconcelos Maia "um dos mais nobres e cultos espíritos de Viseu", publicado no "O Comércio de Viseu" em 22 de Maio de 1921, que se assinava S.M.:
Z & SOu a Guerra do Alecrim e MangerônaAlecrim que, aliás, éMestre na especialidade,Sustenta, não sei porquê,Que o nome desta cidadeSe deve escrever com Z. Mangerôna que parece Saber, por egual, da póda, Mostra, ao contrário, interesse Em fazer vingar a moda De escrever Viseu - com S.Questão de lana caprinaQue apaixonou, todavia,Muita gente que imaginaPescar da regedoria …Sem perceber patavina … Alecrim e Mangerôna Discutem serenamente: Mas se o raio da sanfona Desafina … fatalmente Teremos grossa tapôna …Porque alguns dos radicaisJá andam pregando ás massasQue as questões gramaticaisSão invenção dos Talassas …Embrulhando a coisa mais. O que, em verdade, acho mau ; Pois, se intervem na questão, Gente de faca e calhau … Os Corvos da Reacção Serão quem pagam o patau …Enfim, parece iminenteTormenta que bom seriaConjurar rapidamente :Decretando uma grafiaImparcial, coherente. Eu, se o Congresso Beirão Quizer descalçar a bota. Lembro-lhe esta solução, A meu vêr tão patriota Como cheia de rasão : Voltar ao VIJEU com Jota, Reatar a tradição . . .S.M.

Beira Alta

Saiu mais um número da Beira Alta, Revista Trimestral para Publicação de Documentos e Estudos relativos às Terras da Beira Alta.BeiraAlta.jpgEsta é a capa do Volume LXIV, Fascículos 1 e 2, relativos aos 1º e 2º trimestres de 2005, acabado de publicar. (Foto da Torre de Recolhimento de Nossa Senhora do Carmo, Freixinho, Sernancelhe, por José Alfredo.)Trata-se de uma valiosa publicação sobre toda a região cujo primeiro fascículo data do 1º trimestre de 1942. Esta obra contem valiosos estudos e testemunhos que cobrem todos os aspectos da nossa história: Usos e costumes, histórias e famílias, solares, casas nobres e Monumentos.PorViseu recomenda a todos os que se interessam pela região que assinem esta publicação da Assembleia Distrital de Viseu, cuja assinatura anual custa 12,50€, e cada número avulso custa 7,50€, podendo ser adquiridos na Assembleia Distrital de Viseu, Casa do Adro, Largo da Sé, 3500-195 Viseu Actualmente o Director da Beira Alta é o Dr. Alexandre Alves.