BAZAR do PORTO

 

O Bazar do Porto, situado na Rua Direita nº 102, era nos anos 50’s uma loja de grande prestígio na cidade de Viseu.

Com uma oferta variada de utilidades distinguia-se nos brinquedos do mais simples ao mais sofisticado, na atractividade das suas
montras e na diversidade de produtos de época como o Carnaval, antecipando as novidades que apresentava e que esmagavam os seus potenciais concorrentes directos. Era uma loja com um posicionamento distinto do que era praticado no aguerrido comércio tradicional da cidade.

 

 

O Bazar do Porto prestigiava a cidade e era objecto da procura de muitas pessoas que o visitavam propositadamente vindas de outras regiões. E a este facto não era alheia a figura do seu proprietário, Armindo Fernandes Machado, que com a sua educação,
dedicação e trabalho granjeou prestígio e respeito na cidade que veio a adoptar como sua e onde construiu a sua família.

Desta ressaltam os dois filhos do casal, o Carlos Alberto e o Virgílio Azuíl que nasceram e fizeram os seus estudos na cidade onde eram carinhosamente tratados como os Machadinhos para não serem confundidos com a família do médico Dr. Machado que era conhecido como o Machadão.

 

No Bazar do Porto podíamos encontrar todo o tipo de brinquedos de então: os soldadinhos de chumbo, todos os brinquedos tradicionais de madeira como o ciclista, o gregório, camionetes e outros veículos, elegantes cavalos em cartão prensado assentes em pequenos estrados com rodas e os últimos modelos de carros de corda dos quais eu tive um sofisticado Citroen arrastadeira que até já virava as rodas.  

 

 

Contava a minha Mãe que a primeira vez que terei entrado no Bazar do Porto fiquei atónito, no centro da loja, a olhar em toda a volta sem nada dizer e que a única resposta que dei ao Sr. Machado sobre o que eu escolheria de tudo aquilo que via foi, com ar muito sério: “TUDO” o que provocou uma franca gargalhada em todos os presentes na loja.

Para a juventude de então o Bazar do Porto era uma boa referência.

E o Sr. Armindo Fernandes Machado não se fazia rogado ao trabalho e participava activamente também com um stand na Feira de S. Mateus.

 

A história do Bazar do Porto.

 

“A história do Bazar do Porto, em Viseu, está intimamente ligada à desta família Machado, em Viseu.

José Machado, abriu o Bazar do Porto, na Figueira da Foz, esquina da R. Bernardo Lopes com a R. Dr. Calado, em frente do então cinema do Grande Casino Peninsular.

O filho mais velho, José Machado Júnior, estabeleceu-se em Coimbra, com o Bazar do Porto na R. Adelino Veiga e o filho mais novo, Armindo, abriu o Bazar do Porto, na Rua Direita 102.

 

O Bazar do Porto, em Viseu, foi criado de raiz, tendo aberto cerca de 1945.”

  

 
Que saudades do Bazar do Porto !

Porep com a colaboração de Virgílio Machado e Luis Costa.

Fontes: FEITORIA

Made in Portugal : Brinquedos de madeira

publicado por porViseu às 09:34