Tempo - Viseu

mais sobre mim

subscrever feeds

Segunda-feira, 30 DE Janeiro DE 2006

ANÚNCIOS DE ÉPOCA - (1942)

TiberioScan0003.jpgFVAZScan0008.jpgBocageScan0004.jpgScan0015.jpgScan0007.jpgScan0014.jpgScan0016.jpgScan0009.jpg
publicado por porViseu às 15:41
Sexta-feira, 27 DE Janeiro DE 2006

ANÚNCIOS DE ÉPOCA - ESCOLA ACADÉMICA

Quem se lembra da Escola Académica neste magnifico edificio da 5 de Outubro ?EAcademicaScan0006.jpg
publicado por porViseu às 00:55
Quinta-feira, 26 DE Janeiro DE 2006

ANÚNCIOS DE ÉPOCA - CASA AFRICANA

Outro anúncio de uma casa comercial famosa no passado. A Casa Africana, de Firmino Machado da Silva, tinha o telefone nº26 e anunciava " VENDAS A DINHEIROPreços económicos, EXPORTAÇÂO PARA AS COLÓNIAS".CAfricana05.jpg in Beira Alta, Vol.IFasc.I
publicado por porViseu às 12:51
Quarta-feira, 25 DE Janeiro DE 2006

ANÚNCIOS DE ÉPOCA - Grande Colégio Português

Em Dezembro colocamos um texto sobre o Grande Colégio Português que gerou bastantes comentários dos nossos visitantes. De facto este Colégio foi uma verdadeira instituição em Viseu. Dedicado ao sexo feminino em exclusivo, quem não se lembra de nos anos 50 o Colégio ter recebido jovens refugiados de Guerra de Países de Leste, incluindo do sexo masculino? Pois encontrámos este anúncio ao Grande Colégio Português publicado em 1942, cujo conteúdo tão bem retrata aquela época em várias vertentes, mensagem, posicionamento e Linguagem de Comunicação.O anúncio, logo a seguir ao título, informa a data da fundação do Colégio, 1921, dedicando-se à educação de meninas, Internato e Externato. Inclui a fotografia e descreve os serviços prestados pelo Colégio:"Ensino Primário, Curso liceal completo, Trabalhos manuais, Piano e Corte. Professoras com bastante prática de ensino. Instalações higiénicas e confortáveis no melhor local de Viseu. Alimentação cuidada e abundante (4 refeições).EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA.Mais informações, pedi-las à Directora DELFINA do AMARAL BALULA CID.O anúncio termina com uma fotografia de uma exposição de trabalhos feita no Colégio.Não se pode perder !GCPScan0011.jpg</center>Anúncio de 1942, Beira Alta, VolI,Fasc.I
publicado por porViseu às 20:53
Segunda-feira, 23 DE Janeiro DE 2006

GARAGEM LOPES

Viseu sempre teve uma grande tradição comercial. Criou as suas próprias marcas e, algumas delas de reconhecido mérito, inovadoras e muito avançadas para a época.Hoje apresentamos a GARAGEM LOPES, e um anúncio que data de 1942.A Garagem Lopes continua a ser uma grande marca de Viseu com prestígio Nacional. Foi fundada em 1910 pelo Sr. António Lopes Ferreira na Rua Miguel Bombarda, do lado direito de quem sobe, sensivelmente a seguir ao edifício do Hotel Avenida, dedicando-se, naquele tempo, ao aluguer de automóveis.Em 1924 veio a ser o primeiro Concessionário FORD em Portugal.GLopes1.jpgRua Miguel Bombarda

Anúncio de 1942
GarageLopes100.jpg

A GARAGEM LOPES tem hoje as suas instalações na Av. Dr. António José de Almeida, 137, após ter passado, entre 1950-1990 por um importante edifício no centro da cidade, que atravessava a Rua Vitória até à Rua da Paz, ocupando as suas oficinas, naquela época, todo o rés do chão e parte do 1º andar.Continua a ser uma das mais importantes empresas privadas da Região com um volume de negócios superior aos 10 Milhões de euros.
PorViseu agradece e felicita a Família Lopes, e todos os que contribuiram e contribuem para tão valioso património da cidade.
+ S/ GARAGEM LOPES
</div>
obdo Beira Alta, Foto Germano, D.R.,F.M.,C.N.
publicado por porViseu às 22:17
Sexta-feira, 20 DE Janeiro DE 2006

Rua Direita (1868)

A Rua Direita é uma das mais antigas, úteis e interessantes ruas da cidade de Viseu. Certamente que muito haverá a dizer e informar sobre esta via. Hoje divulgamos a parte final da Rua Direita que, em 1868, terminava no Arco ou Porta dos Cavaleiros. Era assim uma das principais vias de entrada/saída da cidade.RDireita186402.jpgPoderão ver na imagem a parte final da Rua Direita, sentido esquerda/direita, passando a Rua do Carvalho, continuando em direcção à Porta dos Cavaleiros (direita).…” De nascente, e fronteira à casa de Santa Rita e de mais edifícios desse lado, faceava a rua a fachada do Mosteiro de S.Bento, que se estendia desde o corpo que ainda resta e é hoje, transformado, frontaria do Asilo de Santo António, até ao actual Teatro Viriato. Êste corpo ou ala do Convento tinha duas faces: uma exterior para a própria Rua Direita, outra interior para nascente, para o chamado Largo do Convento ou Largo das Freiras ...” Pois este Largo das Freiras a) ( também Largo de S.Bento) tinha grande tradição taurina nas Festas de Santo António e pela Feira-Franca.LargodasFreiras.jpgO antigo Largo das Freiras e respectivo Convento numa aguarela do Dr. J.Augusto Pereira com base em foto antiga de Foto Germano-zinco.Porta dos Cavaleiros (1942) com o seu antigo Chafariz do Arco, mandado construir em 1741: PortadosCavaleiros1942.jpgSaliente-se que a parte central da rua tem o mesmo tipo de lage da Rua Direita. in Beira Alta, Volume I,Fascículo I, 1942
publicado por porViseu às 19:29
Domingo, 15 DE Janeiro DE 2006

VISEU ou VIZEU - ou VIJEU

BeiraAlta1.jpgBeiraAlta11.jpgEis a capa e o índice do primeiro Volume e Fascículo da revista Beira Alta, 1º Trimestre de 1942, tendo como Director o saudoso Dr. Alexandre de Lucena e Vale.Neste número encontra-se um interessante artigo do Professor Universitário Doutor Amorim Girão sobre a etimologia e grafia do nome da cidade, e as razões porque se escreve VISEU e não VIZEU. O artigo refere nomeadamente a grande polémica travada na Imprensa de 1921 através do "Notícias de Viseu" e do "Jornal da Beira", onde vários Mestres do tempo discutiram de forma muito viva, mas utilizando pseudónimos, as razões do S, defendendo outros o Z. E tal polémica foi azedando criando mesmo um clima de gande azedume que quase chegou às vias de facto.Eis que sobre o tema é publicado um poema de Hipólito de Vasconcelos Maia "um dos mais nobres e cultos espíritos de Viseu", publicado no "O Comércio de Viseu" em 22 de Maio de 1921, que se assinava S.M.:
Z & SOu a Guerra do Alecrim e MangerônaAlecrim que, aliás, éMestre na especialidade,Sustenta, não sei porquê,Que o nome desta cidadeSe deve escrever com Z. Mangerôna que parece Saber, por egual, da póda, Mostra, ao contrário, interesse Em fazer vingar a moda De escrever Viseu - com S.Questão de lana caprinaQue apaixonou, todavia,Muita gente que imaginaPescar da regedoria …Sem perceber patavina … Alecrim e Mangerôna Discutem serenamente: Mas se o raio da sanfona Desafina … fatalmente Teremos grossa tapôna …Porque alguns dos radicaisJá andam pregando ás massasQue as questões gramaticaisSão invenção dos Talassas …Embrulhando a coisa mais. O que, em verdade, acho mau ; Pois, se intervem na questão, Gente de faca e calhau … Os Corvos da Reacção Serão quem pagam o patau …Enfim, parece iminenteTormenta que bom seriaConjurar rapidamente :Decretando uma grafiaImparcial, coherente. Eu, se o Congresso Beirão Quizer descalçar a bota. Lembro-lhe esta solução, A meu vêr tão patriota Como cheia de rasão : Voltar ao VIJEU com Jota, Reatar a tradição . . .S.M.
publicado por porViseu às 23:20
Domingo, 15 DE Janeiro DE 2006

Beira Alta

Saiu mais um número da Beira Alta, Revista Trimestral para Publicação de Documentos e Estudos relativos às Terras da Beira Alta.BeiraAlta.jpgEsta é a capa do Volume LXIV, Fascículos 1 e 2, relativos aos 1º e 2º trimestres de 2005, acabado de publicar. (Foto da Torre de Recolhimento de Nossa Senhora do Carmo, Freixinho, Sernancelhe, por José Alfredo.)Trata-se de uma valiosa publicação sobre toda a região cujo primeiro fascículo data do 1º trimestre de 1942. Esta obra contem valiosos estudos e testemunhos que cobrem todos os aspectos da nossa história: Usos e costumes, histórias e famílias, solares, casas nobres e Monumentos.PorViseu recomenda a todos os que se interessam pela região que assinem esta publicação da Assembleia Distrital de Viseu, cuja assinatura anual custa 12,50€, e cada número avulso custa 7,50€, podendo ser adquiridos na Assembleia Distrital de Viseu, Casa do Adro, Largo da Sé, 3500-195 Viseu Actualmente o Director da Beira Alta é o Dr. Alexandre Alves.
publicado por porViseu às 22:54
Sábado, 14 DE Janeiro DE 2006

Sonhar vivendo como um sonho !

Em que mundo vivemossem ter vida,Em que mundo desenhamossem ter cor,Em que mundo sofremosalma ferida,Em que mundo passamos sem ter dor,Em que mundo violamossem rancor,Em que mundo corremossem destino,Em que mundo crescemossem amor,Em que mundo morremossem Divino,Qual pardal sem casa, sem caminho,sonhamos bater asas e voar.Procuramos rotas feitas, sem carinho, na esperança de um dia o encontrar.Sonhando vamos todos caminhando, na volupia de um peito encontrar,vivendo como um sonho sem destino,desfeito apenas para quem o alcançarpor JP, com a devida vénia.OHViriato1.jpg
publicado por porViseu às 00:42
Domingo, 08 DE Janeiro DE 2006

Antes e depois ... (porViseu com os seus visitantes )

BNU, hoje Agência da Caixa Geral de Depósitos
BNU903.jpgBNU2005.JPG
Pensão Central, hoje Centro Comercial e Escritórios
PensaoCentral7.jpgPCentral2005.JPG
Colégio Santo Agostinho, hoje Comércio e habitação
colegiostagostinho7.jpgCSA2005.JPGCom a colaboração e apoio da nossa leitora M, facto que saudamos e agradecemos.PorViseu>
publicado por porViseu às 15:56

pesquisar

 

Janeiro 2006

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
16
17
18
19
21
22
24
28
29
31

comentários recentes

  • Pode contactar uma antiga colega do G.Colégio Port...
  • Vamos tentar saber. responderemos em breve.
  • Sou neta de Delfina do Amaral Balula Cid, diretora...
  • Cerca do ano 1970 trabalhei no Bazar do Porto em C...
  • Também vi lá muitos filmes com a geral a 1 escudo
  • Se calhar ainda nos conhecemos
  • Não. Eu estive internado no Lar de São Luis de 194...
  • Meu Caro, no Facebook existe um Grupo do Colégio S...
  • Estive internado neste colegio de 1973-75 ,, gosta...
  • A conversa entre Dalila Rodrigues e o atual direto...

Posts mais comentados

arquivos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro